Efésios

Capítulo: 6

1-3Filhos, façam o que seus pais mandarem. É bem por aí mesmo! “Honre pai e mãe” é o primeiro mandamento que traz uma promessa: “para que você possa viver bem e ter vida longa”.

4Pais, não provoquem seus filhos, sendo duros demais com eles. Tratem de segurá-los pela mão para guiá-los no caminho do Senhor.

5-8Empregados, obedeçam a seus patrões e tenham respeito por eles. Ele são senhores de vocês na terra, mas a obediência no final das contas é ao verdadeiro senhor: Cristo. Não trabalhem por obrigação, mas trabalhem de coração, como servos de Cristo, fazendo o que Deus quer. Trabalhem com um sorriso no rosto, tendo sempre em mente que não importa de quem venham as ordens, pois vocês estão servindo a Deus. O bom trabalho resulta em boa retribuição da parte do Senhor, sejam vocês escravos ou livres.

9Patrões, o mesmo vale para vocês. Não se aproveitem nem façam ameaças. Vocês e seus empregados estão abaixo do mesmo Senhor no céu. Saibam que ele não faz distinção entre vocês.

LUTANDO ATÉ O FINAL

10-12Para encerrar, lembro que Deus é forte e quer que vocês sejam fortes. Tomem tudo que o Senhor providenciou para vocês — armas eficazes, feitas com o melhor material. Vocês terão de usá-las se para sobreviver às emboscadas do Diabo. Não se trata de um jogo com amigos no fim de semana, uma diversão esquecida em poucas horas. É um estado de guerra permanente, uma luta de vida ou morte contra o Diabo e seus anjos.

13-18Estejam preparados. Vocês lutam contra algo muito maior que vocês. Aceitem toda a ajuda que puderem, toda arma que Deus providenciou, para que no fim da batalha vocês ainda estejam de pé. Verdade, justiça, paz, fé e salvação são mais que palavras. Aprendam a utilizá-las. Vocês vão precisar delas a vida inteira. A Palavra de Deus é uma arma indispensável. A oração também é essencial nesta luta incessante. Orem o tempo todo, e com fé. Orem pelos irmãos na fé. Mantenham os olhos abertos. Encorajem-se mutuamente, para que ninguém venha a cair ou vacilar.

19-20Também não se esqueçam de orar por mim. Orem para que eu saiba o que dizer e tenha a coragem de falar no tempo certo, explicando o mistério para todos: a Mensagem, que eu, pregador prisioneiro, fui incumbido de transmitir.

21-22Tíquico, meu bom amigo, contará a vocês o que estou fazendo e o que está acontecendo comigo. Ele é um servo de confiança do Senhor! Eu o enviei não apenas para contar as novidades, mas para encorajá-los na fé: .

23-24Adeus, amigos. Estejam com vocês o amor e a fé que vêm de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo. Que a tão pura graça esteja com todos os que amam nosso Senhor Jesus Cristo.