Êxodo

Capítulo: 13

1-2O Eterno disse a Moisés: “Consagrem a mim todos os primogênitos. O primeiro a nascer entre os israelitas, seja homem, seja animal, será meu”.

3Moisés fez este pronunciamento ao povo: “Lembrem-se sempre deste dia. Foi neste dia que vocês saíram do Egito, da casa da escravidão. O Eterno tirou vocês de lá com o poder da sua mão. Não comam pão que contenha fermento.

4-5“Vocês estão saindo na primavera, no mês de abibe, e deverão repetir esta cerimônia no mesmo mês, depois que o Eterno tiver estabelecido vocês na terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos heveus e dos jebuseus, como ele prometeu a seus antepassados. Ele dará a vocês uma terra em que manam leite e mel.

6“Vocês deverão comer pão sem fermento durante sete dias e, no sétimo dia, celebrarão uma festa ao Eterno.

7“Durante sete dias, comerão apenas pão sem fermento. Em nenhum lugar, deverá haver fermento ou coisa fermentada..

8“Nesse dia, digam a seus filhos: ‘É por causa daquilo que o Eterno fez por mim quando saí do Egito’

9-10“O dia que vocês vão guardar será como um sinal em sua mão, um memorial entre seus olhos, a instrução do Eterno na boca de vocês. Foi com o poder da sua mão que o Eterno tirou vocês do Egito. Ano após ano, celebrem esse ritual, nos dias indicados.

11-13“Quando o Eterno os estabelecer na terra dos cananeus, como prometeu a vocês e a seus pais, e entregá-la a vocês, separem para o Eterno o primeiro a nascer. Todos os primogênitos entre os animais pertencem ao Eterno. Se quiserem, poderão resgatar a primeira cria da jumenta, substituindo-a por um cordeiro. Se optarem por não resgatá-la, deverão quebrar o pescoço do animal.

13-16"Vocês deverão resgatar todos os primogênitos do sexo masculino entre seus filhos. Quando seus filhos perguntarem: ‘O que isso quer dizer?’ expliquem: ‘O Eterno, com o poder da sua mão, nos tirou do Egito, onde éramos escravos. O faraó estava obstinado e não queira nos deixar sair, mas o Eterno matou todos os primogênitos no Egito, de homens e de animais. É por isso que ofereço em sacrifício ao Eterno todos os machos que nascem primeiro e resgato o menino primogênito’. Esta declaração servirá como sinal em suas mãos, um símbolo no meio da testa de vocês: o Eterno nos tirou do Egito com o poder da sua mão”.

17Depois que o faraó deixou o povo sair, Deus não o conduziu pelo caminho mais curto, que passava pela terra dos filisteus, pois pensou: “Se o povo deparar com a guerra, mudará de ideia e vai querer voltar para o Egito”.

18Então, Deus conduziu os israelitas pelo caminho do deserto, rodeando o mar Vermelho. Eles saíram do Egito em formação militar.

19Moisés levou com ele os ossos de José, pois este havia feito a família jurar solenemente, dizendo: “Com certeza, Deus os responsabilizará se não o fizerem. Por isso, não deixem de levar meus ossos com vocês”.

20-22Eles saíram de Sucote e acamparam em Etã, à margem do deserto. Durante o dia, o Eterno ia à frente deles numa coluna de nuvem, para orientá-los no caminho, e à noite, numa coluna de fogo que os iluminava. Por isso, eles podiam viajar sem impedimento de dia ou de noite. A coluna de nuvem, durante o dia, e a coluna de fogo, à noite, acompanhavam o povo o tempo todo.