Gênesis

Capítulo: 49

1Jacó reuniu seus filhos e pediu: “Fiquem aqui à minha volta. Quero dizer o que está reservado para vocês nos dias que virão.

2“Reúnam-se e ouçam, filhos de Jacó, ouçam Israel, seu pai.

34Rúben, meu primogênito, minha força, primeira prova da minha virilidade, maior em honra, maior em poder, Mas, como água que se derrama de um balde, você não será mais o maior, Pois subiu ao leito nupcial de seu pai, você subiu à minha cama e a profanou.

5-6Simeão e Levi são muito parecidos, prontos para brigar por qualquer coisa. Não tenho parte nos seus atos de vingança, nem quero participar de suas amargas revanches; Eles matam homens em seus acessos de raiva, aleijam bois por mero capricho.

7Maldita seja sua raiva descontrolada, seu ódio indiscriminado. Eu jogarei vocês fora com o lixo; e os espalharei como papel picado no meio de Israel.

8-12Judá, seus irmãos elogiarão você. Seus dedos estarão na garganta do inimigo, enquanto seus irmãos prestam honra a você. Judá, meu filho, você é um leãozinho, que acaba de chegar depois de matar. Olhem para ele, agachado como um leão, rei dos animais: quem se atreve a mexer com ele? O cetro estará sempre em Judá; ele segurará com firmeza o bastão de comando, Até que venha o último governante e as nações obedeçam a ele. Ele amarrará seu jumento à videira, e, ao ramo viçoso, seu puro-sangue premiado. Lavará sua camisa no vinho, e sua capa no sangue das uvas, Seus olhos serão mais escuros que o vinho, e seus dentes, mais brancos que o leite.

13Zebulom se estabelecerá no litoral; um porto seguro para os navios, bem ao longo de Sidom.

14-15Issacar é um jumento teimoso que se deita entre os currais; Quando viu como o lugar era bom, como a terra era agradável, Desistiu de sua liberdade e foi trabalhar como escravo.

16-17Dã cuidará do direito do seu povo com competência entre as tribos de Israel. Dã é uma pequena serpente no meio da grama, uma cobra venenosa à espreita no caminho, Que morde o calcanhar do cavalo e derruba seu valente cavaleiro.

18Aguardarei com esperança tua salvação, ó Eterno.

19Gade será atacado por bandidos, mas ele os pegará.

20Aser será famoso por sua comida deliciosa, doces e guloseimas próprios de reis.

21-26Naftali é uma gazela em liberdade da qual nascem lindos filhotes. José é um jumento selvagem, um jumento selvagem junto à fonte, jumentos robustos sobre um monte. Arqueiros atacaram com fúria, atiraram flechas com pontas cheias de ódio; Mas ele resistiu com firmeza, com arco firme e braços ágeis, Com o apoio do Defensor de Jacó, o Pastor, a Rocha de Israel. O Deus de seu pai, que ele o ajude! E que o Deus Forte conceda suas bênçãos a você, Bênçãos que vêm do céu, bênçãos que saem da terra, bênçãos dos seios e do ventre. Que as bênçãos de seu pai superem as bênçãos das montanhas antigas, superem o prazer dos montes eternos. Que elas repousem sobre a cabeça de José, sobre a fronte daquele que foi consagrado entre seus irmãos.

27Benjamim é um lobo voraz, devora sua presa durante a manhã e, à tarde, divide o que restou”.

28São essas as tribos de Israel, as doze tribos. E foi essa a bênção de seu pai para eles. Cada um recebeu sua bênção especial de despedida.

29-32Em seguida, ele deu as seguintes instruções a seus filhos: “Estou para ser, reunido ao meu povo. Enterrem-me com meus pais na caverna que fica no campo de Efrom, o hitita, a caverna no campo de Macpela, diante de Manre, na terra de Canaã, o campo que Abraão comprou de Efrom para usar como sepultura. Ali foram sepultados Abraão e sua esposa Sara, Isaque e sua esposa Rebeca, e ali também sepultei Lia. O campo e a caverna foram comprados dos hititas”.

33Ele acabou de dar essas instruções, retraiu os pés na cama, deu o último suspiro e foi reunido ao seu povo.