Isaías

Capítulo: 15
GRITOS COMOVENTES RESSOAM POR MOABE

1-4Uma Mensagem acerca de Moabe: A vila de Ar, em Moabe, está em ruínas, foi destruída num ataque noturno. A vila de Quir, em Moabe, está em ruínas, foi destruída num ataque noturno. A vila de Dibom sobe ao seu templo nos montes, sobe para lamentar. Moabe chora e grita de dor por Nebo e Medeba. Toda cabeça está rapada, toda barba foi cortada. Vão para as ruas, usando preto, sobem aos telhados, juntam-se nas praças, Todos em lágrimas, todos em aflição. As cidades de Hesbom e Eleale choram alto e muito. O som se ouve até em Jaaz. Moabe soluça, sacode de aflição. A alma de Moabe treme.

5-9Oh, como lamento por você, Moabe! Os fugitivos correm em massa para Zoar e depois para Eglate-Selisia. Sobem, chorando, pelo caminho de Luíte; na estrada para Horonaim, levantam um clamor pela perda. As fontes de Ninrim secaram — o capim está seco, os brotos murcharam, nada cresce. Eles partem, com todas as posses nos ombros, tudo que possuem, Fazendo o melhor caminho através do riacho dos Salgueiros em busca de segurança. Gritos comoventes ressoam por Moabe. Soluços de dar frio na barriga se ouvem até em Eglaim, soluços de doer o coração podem ser ouvidos em Beer-Elim. As águas de Dibom formam cristas de sangue, mas Deus reservou coisas ainda piores para Dibom: Um leão — um leão para acabar com os fugitivos, para varrer do mapa os sobreviventes.