Jeremias

Capítulo: 36
LENDO A MENSAGEM DO ETERNO

1No quarto ano do reinado de Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá, Jeremias recebeu esta Mensagem do Eterno:

2“Pegue um rolo e escreva tudo que eu disse com respeito a Israel e Judá e a todas as nações, desde o tempo em que comecei a falar a você, durante o reinado de Josias, até o dia de hoje.

3“Talvez a comunidade de Judá finalmente perceba, finalmente entenda a catástrofe que preparei e, assim, dê as costas à vida de pecado que levam e deixe que eu perdoe sua perversidade e seu pecado”.

4Assim, Jeremias mandou chamar Baruque, filho de Nerias. Jeremias ditou, e Baruque escreveu num rolo tudo que o Eterno tinha dito.

5-6Então, Jeremias disse a Baruque: “Estou na lista negra. Não posso entrar no templo do Eterno. Por isso, você vai ter de entrar lá no meu lugar. Vá ao templo e leia tudo que ditei a você. Espere por um dia de jejum, quando todos estão lá. E faça de tudo para que todos os que vêm das vilas de Judá ouçam você.

7“Talvez eles comecem a orar, e o Eterno ouça suas orações. Talvez eles se arrependam de suas maldades. Isso sem dúvida é coisa séria. O Eterno já os fez saber quanto está irado!”

8Baruque, filho de Nerias, fez tudo que o profeta Jeremias mandou. No templo do Eterno, leu a Mensagem escrita no rolo.

9Isso aconteceu em dezembro, no quinto ano do reinado de Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá, quando todo o povo de Jerusalém e todos os habitantes das vilas de Judá, estavam em Jerusalém jejuando para o Eterno.

10Baruque levou o rolo ao templo e leu para o público as palavras de Jeremias. Ele fez a leitura na sala de reuniões de Gemarias, filho de Safã, o secretário real, que ficava no pátio superior, perto da Porta Nova do templo. Todos os presentes puderam ouvi-lo.

11-12No momento em que ouviu o que estava sendo lido, a Mensagem do Eterno, Micaías, filho de Gemarias, correu ao palácio e foi à sala do secretário de Estado, onde estavam reunidos os oficiais do governo: o secretário Elisama; Delaías, filho de Semaías; Elnatã, filho de Acbor; Gemarias, filho de Safã; Zedequias, filho de Hananias; todos os outros oficiais do governo.

13Micaías relatou aos oficiais o que tinha ouvido Baruque ler.

14Imediatamente enviaram Jeudi, filho de Netanias, filho de Selemias, filho de Cuchi, a Baruque, com a seguinte ordem: “Pegue o rolo que você leu diante do povo e traga-o aqui”. Assim, Baruque foi e levou o rolo com ele.

15Os oficiais disseram: “Sente-se. Leia o rolo para nós”. E Baruque leu.

16Quando acabaram de ouvir a leitura, ficaram indignados. Discutiram a respeito e chegaram à seguinte conclusão: “Temos de contar ao rei”.

17Eles perguntaram a Baruque: “Diga-nos, como foi que você chegou a escrever tudo isso? Foi Jeremias que ditou para você?”

18Baruque disse: “Foi isso mesmo. Cada palavra saiu diretamente da boca de Jeremias. E eu escrevi tudo, palavra por palavra.

19Os oficiais do governo disseram a Baruque: “Você precisa sair daqui. Vá e se esconda, você e também Jeremias. Não deixe ninguém saber onde vocês estão”.

20-21Os oficiais foram ao pátio do palácio relatar o fato ao rei e guardaram o rolo em segurança na sala de Elisama, o secretário de Estado. O rei mandou Jeudi buscar o rolo, e ele o trouxe da sala do secretário Elisama. Então, Jeudi leu o rolo para o rei e os oficiais que estavam a serviço do rei.

22-23Era dezembro. O rei estava sentado nos aposentos de inverno, perto do fogo. A cada três ou quatro colunas lidas por Jeudi, o rei cortava aquele pedaço com uma pequena faca e o jogava no fogo. Ele continuou fazendo isso até que todo o rolo foi queimado no braseiro.

24-26Nem o rei nem nenhum de seus oficiais mostraram um grama de peso na consciência ao ouvir a leitura das mensagens. Elnatã, Delaías e Gemarias tentaram convencer o rei a não queimar o rolo, mas ele deu de ombros e simplesmente continuou a queimá-lo. Em seguida, ordenou que o príncipe Jerameel, Seraías, filho de Azriel e Selemias, filho de Abdeel, fossem prender o profeta Jeremias e seu secretário, Baruque. Mas o Eterno os havia escondido.

27-28Depois que o rei terminou de queimar o rolo em que Baruque escrevera as palavras de Jeremias, o profeta recebeu esta Mensagem do Eterno: “Pegue outro rolo e comece tudo de novo. Escreva tudo que estava naquele primeiro rolo, que Jeoaquim, rei de Judá, queimou.

29“E envie esta mensagem pessoal a Jeoaquim, rei de Judá: ‘O Eterno diz que você teve a coragem de queimar aquele rolo e a ousadia de dizer: “Que tolice é essa escrita neste rolo, que o rei da Babilônia virá e destruirá esta terra e matará tudo e todos nela?”

30-31“‘Bem, você quer saber o que o Eterno diz sobre Jeoaquim, rei de Judá? É isto: nenhum descendente seu vai governar no trono de Davi. Seu cadáver será jogado na rua e deixado ali, insepulto, exposto ao sol quente e à noite fria. Vou castigar você, seus filhos e os oficiais do seu governo por sua perversidade descarada. Vou fazer cair sobre eles e sobre todos em Jerusalém a calamidade do dia do juízo de que os adverti e que eles ignoraram’”.

32Assim, Jeremias trouxe outro rolo e o entregou a Baruque, filho de Nerias, seu secretário. Jeremias ditou, e ele escreveu tudo que Jeoaquim, rei de Judá, havia queimado. Mas nessa versão houve também vários acréscimos.