Josué

Capítulo: 24
A ALIANÇA EM SIQUÉM

1-2Josué convocou todas as tribos de Israel e as reuniu em Siquém. Ele convocou os anciãos, as autoridades, os juizes e os oficiais, e eles se apresentaram a Deus. Então, Josué se dirigiu a todo o povo:

2-6“É isto o que o Eterno, o Deus de Israel, diz: ‘Muito tempo atrás, os antepassados de vocês, Terá e seus filhos Abraão e Naor, viviam a leste do rio Eufrates. Eles adoravam outros deuses. Mas tirei o seu antepassado Abraão da terra além do Eufrates, levei-o até Canaã e multipliquei os seus descendentes. Eu dei a você Isaque como filho. E, a Isaque, dei Jacó e Esaú. Deixei Esaú viver nas montanhas de Seir, mas Jacó e seus descendentes foram para o Egito. Depois, enviei Moisés e Arão. Feri cruelmente o Egito com pragas e tirei vocês de lá. Tirei seus antepassados do Egito. Quando chegaram ao mar, os egípcios vieram furiosos atrás de vocês, com carros e com toda a cavalaria, até a margem do mar Vermelho!

7-10“‘Então, vocês clamaram ao Eterno, e ele pôs uma nuvem entre vocês e os egípcios. Depois, vocês viveram no deserto por muito tempo, e eu os trouxe para a terra dos amorreus, que viviam a leste do Jordão, e os amorreus os atacaram. Mas eu lutei por vocês, e vocês tomaram posse da terra deles. Eu os destruí para vocês. Em seguida, Balaque, filho de Zipor, apareceu. Ele era rei de Moabe e se preparou para atacar Israel, enviando Balaão, filho de Beor, para amaldiçoar vocês. Mas Balaão acabou abençoando vocês repetidamente porque eu os livrei.

11“‘Depois, vocês atravessaram o Jordão e chegaram a Jericó. Os líderes de Jericó se ajuntaram contra vocês, bem como os amorreus, os ferezeus, os cananeus, os hititas, os girgaseus, os heveus e os jebuseus, mas eu os entreguei nas mãos de vocês.

12“‘Enviei vespas contra eles, e elas expulsaram os dois reis amorreus — fizeram o serviço por vocês. Vocês não precisaram levantar sequer um dedo.

13“‘Dei a vocês uma terra que vocês não cultivaram, cidades que não edificaram. Agora, estão vivendo nas suas cidades e se alimentando de vinhas e olivais que não plantaram.

14“Portanto, temam o Eterno. Sirvam a ele com fidelidade. Eliminem os deuses que seus antepassados adoraram além do Eufrates e no Egito. Vocês servirão ao Eterno.

15“Mas, se vocês acham que não é bom servir ao Eterno, então, escolham a um deus a quem preferem servir — façam isso ainda hoje. Escolham a um dos deuses que seus antepassados adoraram na terra além do Eufrates ou um dos deuses dos amorreus, aqui mesmo onde vocês estão vivendo. Quanto a mim e à minha família, nós serviremos ao Eterno”.

16O povo respondeu: “Nunca abandonaremos o Eterno! Nunca! Nunca deixaremos o Eterno para servir a outros deuses.

17-18“O Eterno é o nosso Deus! Ele tirou nossos antepassados do Egito e da escravidão. Ele realizou todos aqueles milagres diante de nós. Ele cuidou de nós por todo o caminho que percorremos e por todas as nações pelas quais passamos. Por amor de nós, ele expulsou todas as nações, os amorreus e todas as demais, que viviam nesta terra. “Conte conosco: nós também vamos servir ao Eterno. Ele é o nosso Deus”.

19-20Josué disse ao povo: “Vocês não são capazes. Vocês não podem servir ao Eterno. Ele é Deus santo. Ele é Deus zeloso. Ele não suportará a sua prevaricação e os seus pecados. Quando vocês abandonarem o Eterno para servir aos deuses estrangeiros, ele castigará vocês com rigor. Ele aniquilará vocês — depois de todo o bem que fez a lsrael!”

21Mas o povo retrucou: “Não! Não! Vamos servir ao Eterno!”.

22Então, Josué declarou a todo o povo: “Vocês são testemunhas, contra vocês mesmos, de que escolheram servir ao Eterno”. Eles responderam: “Sim, somos testemunhas”.

23Josué disse: “Agora, destruam todos os deuses estrangeiros que estão com vocês. Confessem com toda a convicção o Eterno, o Deus de lsrael!”.

24O povo respondeu a Josué: “Nós serviremos ao Eterno. Tudo que ele mandar, obedeceremos”.

25-26Naquele dia, em Siquém, Josué firmou uma aliança com o povo. Ele a tornou oficial, registrando por escrito todos os termos. Josué escreveu todas as instruções e regulamentações no Livro da Revelação de Deus. Depois, pegou uma grande pedra e a colocou debaixo do carvalho que estava perto santuário do Eterno.

27Josué disse a todo o povo: “Esta pedra é uma testemunha contra nós. Ela ouviu todas as palavras que o Eterno disse a nós. É uma testemunha permanente contra vocês, para que não sejam infiéis a Deus”.

28Então, Josué despediu o povo, cada um para a terra da sua herança.

29-30Depois de todas essas coisas, Josué, filho de Num, servo do Eterno, morreu. Ele tinha 110 anos de idade. Eles o sepultaram na terra de sua herança, em Timnate-Sera, nas montanhas de Efraim, no norte do monte Gaás.

31Israel serviu ao Eterno durante a vida de Josué e dos anciãos que sobreviveram a ele, aqueles que haviam testemunhado tudo que o Eterno tinha feito por Israel.

32Os ossos de José, trazidos do Egito pelo povo de Israel, foram enterrados em Siquém, no terreno que Jacó tinha comprado dos filhos de Hamor (pai de Siquém). Ele o comprou por cem moedas de prata. Ele pertence à herança da família de José.

33Aconteceu também que morreu Eleazar, filho de Arão. Eles o sepultaram em Gibeá, que tinha sido entregue a seu filho Fineias, nas montanhas de Efraim.