Provérbios

Capítulo: 11
SEM DIRECIONAMENTO, O POVO SE PERDE

1O Eterno odeia qualquer tipo de fraude, mas aprova a transparência e a honestidade.

2O arrogante cai de cara no chão, mas os humildes por sua sabedoria permanecem firmes.

3A integridade guia o honesto para o bom caminho, mas a falsidade leva o desonesto à destruição.

4As riquezas não servem para nada no dia do juízo, pois só a justiça livra da morte.

5A integridade abre caminhos para uma vida reta, mas os maus são destruídos pela própria maldade.

6A honestidade do justo é o seu melhor seguro, mas os desonestos são apanhados em sua própria ambição.

7Quando o perverso morre, tudo acaba: e toda esperança, depositada nas riquezas, se vai.

8O justo é salvo de toda aflição; e o perverso corre direto para ela.

9A língua solta dos perversos espalha destruição; o bom senso dos justos os preserva.

10Quando tudo vai bem para os justos, a cidade inteira aplaude; quando tudo vai mal para os perversos, a cidade pula de alegria.

11Quando o justo abençoa a cidade, ela prospera, mas, num piscar de olhos, o perverso consegue destruí-la.

12O insensato calunia os outros, mas o que tem juízo sabe calar-se.

13Ao fofoqueiro não se pode confiar um segredo, mas quem merece confiança a sete chaves o guarda.

14Sem direcionamento, o povo se perde, mas, quanto mais conselheiros sábios, melhores soluções.

15Servir de fiador é sofrimento na certa; Recusar-se é inteligente e seguro.

16A mulher bondosa conquista respeito, mas o violento só se apropria de coisa roubada.

UMA VIDA MOLDADA POR DEUS

17Quem é bom com os outros a si mesmo ajuda, mas quem é cruel provoca o próprio mal.

18O perverso tem resultados frustrantes; mas quem pratica a justiça tem recompensa garantida.

19Quem permanece firme na justiça de Deus viverá, mas quem corre atrás do mal acabará morrendo.

20O Eterno não suporta enganadores, mas tem prazer nos que vivem corretamente.

21Tenham certeza disto: o perverso não se livrará do castigo, mas o justo será poupado.

22Como um anel de ouro no focinho do porco, assim é uma mulher bonita que não tem discrição.

23O desejo do justo conduz à felicidade, mas a ambição do perverso só pode esperar castigo.

24Quem dá com generosidade ganha cada vez mais, mas quem é avarento acaba perdendo tudo.

25Quem abençoa os outros é muito abençoado; quem ajuda os outros também recebe ajuda.

26Que a maldição caia sobre os especuladores! Sejam abençoados os que negociam honestamente!

27Quem procura fazer o bem é respeitado, mas o que busca o mal com certeza o encontra.

28Quem confia em bens materiais cairá do cavalo, mas quem é moldado por Deus florescerá e dará bons frutos.

29Quem não cuida de sua família acabará de mãos vazias; o insensato será escravizado pelo sábio.

30A retidão é como árvore que dá vida; e o sábio conquista muita gente.

31Se os justos recebem o que merecem na terra, o que se dirá dos maus e dos perversos!