Provérbios

Capítulo: 12
SE VOCÊ GOSTA DE APRENDER

1Quem gosta de aprender também ama a disciplina; é estupidez recusar a correção!

2Quem faz o bem é aprovado pelo Eterno, mas ele condena quem planeja o mal.

3Sobre o mal ninguém poderá firmar-se, mas quem firma raízes em Deus permanece firme.

4A esposa amável revigora o marido, mas a mulher que o envergonha é um câncer nos ossos.

5O pensamento de gente de princípios contribui para a justiça, mas as conspirações do mau-caráter a corrompem.

6As palavras do perverso matam, mas o discurso do justo salva.

7Os perversos se despedaçam e desaparecem, mas os lares dos justos permanecem firme.

8Quem demonstra bom senso no falar é honrado, mas quem tem coração perverso é desprezado.

9Mais vale ser simples e trabalhar duro para viver que fingir ser importante e não ter o que comer.

10Os justos são bons, até mesmo com os animais, mas até as “boas atitudes” dos perversos são cruéis.

11Quem trabalha tem comida na mesa, mas quem persegue caprichos e fantasias é insensato.

12Tudo que o perverso constrói vem abaixo no final, mas as raízes dos justos produzem cada vez mais vida.

OS SÁBIOS PEDEM CONSELHO

13A fofoca traz problemas para o fofoqueiro, mas o justo se mantém bem longe delas.

14Cada um colhe o fruto daquilo que fala e recebe recompensa pelo que faz.

15O insensato teima em fazer tudo do seu próprio jeito, mas o sábio pede e ouve os conselhos.

16O insensato tem pavio curto e explode na hora, mas o prudente ignora o insulto e mantém a calma.

17Quem diz a verdade ajuda a cumprir a justiça, mas quem dá testemunho falso está a serviço da mentira.

18Existem palavras que machucam muito, mas as palavras do sábio trazem cura.

19A verdade permanece para sempre, mas a mentira tem perna curta.

20O coração de quem maquina o mal corrompe a si mesmo, mas quem pratica o bem tem o coração cheio de alegria.

21Nenhum mal pode subjugar um justo, mas todos os males recaem sobre o perverso.

22Deus não tolera os mentirosos, mas ele ama a companhia dos que mantêm a palavra.

23O que é prudente não ostenta conhecimento, mas o insensato faz alarde da própria tolice.

24O que é proativo sobressai e se torna líder, mas o preguiçoso não tem jeito — será dominado.

25A preocupação e a ansiedade deprimem, mas uma palavra de apoio traz ânimo.

26O justo sobrevive à desgraça, mas a vida do perverso atrai o desastre.

27O preguiçoso chega ao final da vida com as mãos abanando, mas o que é proativo no tempo certo desfrutará o que alcançou.

28Quem anda no caminho da justiça encontra vida, mas os desvios do pecado conduzem à morte.