Provérbios

Capítulo: 18
AS PALAVRAS MATAM E GERAM VIDA

1O egoísta que só olha para o próprio umbigo é uma afronta à vida em comunidade.

2Os insensatos nunca param para pensar na realidade; tudo que fazem é falar pelos cotovelos.

3A maldade é sempre acompanhada pela vergonha; o desprezo pela vida é inaceitável.

4As muitas palavras só fazem volume como a enchente, mas a verdadeira sabedoria nasce de fontes profundas.

5É um absurdo defender o culpado; pior ainda é pegar pesado com o inocente.

6As palavras do insensato provocam brigas: para contê-los, só amarrando.

7O insensato é destruído por falar mais que a boca; suas palavras o farão passar por poucas e boas.

8Dar ouvidos a fofocas é como comer um doce vencido: no início é uma delícia, mas as dores logo virão.

9Tanto o preguiçoso quanto o relaxado são unha e carne com a destruição.

10O nome do Eterno é um lugar de proteção: os justos correm para ele e encontram salvação.

11Os ricos confiam nas riquezas para terem proteção, mas a segurança que delas vem é pura ilusão!

12Primeiro vem o orgulho e depois a queda, mas a humildade é precursora da honra.

13Responder antes de ouvir além de tolice é pura grosseria.

14O espírito saudável vence a adversidade, mas o espírito abatido, como curá-lo?

15Os sábios estão sempre aprendendo; sua sede de conhecimento é insaciável.

16Um presente entregue abre portas; ele o acabará levando a gente muito importante.

17O primeiro discurso num julgamento é sempre convincente — até que o interrogatório comece!

18Nem sempre será fácil tomar decisões, nem mesmo o bom senso o livrará de uma situação difícil.

19Cuide bem dos amigos que devem durar para sempre; nunca destrua a amizade que deve ser permanente.

20As palavras alimentam a mente assim como a comida ao estômago; uma boa conversa satisfaz como um bom prato na hora da fome.

21As palavras matam e geram vida; podem ser veneno ou um doce de primeira — você é quem decide.

22Quem encontra uma boa esposa encontra o maior tesouro — é uma grande bênção do Eterno!

23O pobre fala em suaves súplicas; o rico grita suas respostas.

24Amigos vêm e vão, mas o verdadeiro amigo é mais próximo que um irmão.