Salmos

Capítulo: 132
UM CÂNTICO DE PEREGRINAÇÃO

1-5Ó Eterno, lembre-se de Davi 9 e de todos os seus problemas! E lembre-se de que ele prometeu ao Eterno, fez um voto ao poderoso Deus de Jacó: “Não vou para casa, nem vou me deitar, Não vou dormir, nem tirar um cochilo, Até que eu encontre uma casa para o Eterno, uma casa para o poderoso Deus de Jacó”.

6-7Lembra-te de como ficamos sabendo das novidades em Efrata, como recebemos a notícia nos campos de Jaar? Nós gritamos: “Vamos para a dedicação do santuário! Vamos adorar diante do estrado dos pés de Deus!”

8-10Ó Eterno, desfruta tua nova casa de descanso, tu e tua poderosa arca da aliança! Que teus sacerdotes estejam vestidos de justiça e os teus adoradores prontos para cantar em teu louvor: “Honra teu servo Davi; não desprezes teu ungido”.

11-18O Eterno deu sua palavra a Davi: ele não voltará atrás nesta promessa: “Um de seus filhos será estabelecido no trono. Se seus filhos continuarem fiéis à minha Aliança e aprenderem a viver como eu os ensinar, Os filhos deles continuarão a linhagem — sempre haverá alguém para sentar-se no seu trono. Sim, eu, o Eterno, escolhi Sião, o lugar que eu desejava como santuário. Esta sempre será minha casa. É o que desejo, e estarei aqui para sempre. Derramarei bênçãos sobre os peregrinos que vierem aqui e oferecerei um banquete aos que chegarem com fome. Vestirei meus sacerdotes com roupas de salvação, e o povo santo cantará com a alma! Sim, tornarei radiante o lugar para Davi! Eu o encherei de luz para meu ungido! Vestirei seus inimigos com farrapos, mas farei sua coroa brilhar com esplendor”.