Salmos

Capítulo: 141
UM SALMO DE DAVI

1-2Ó Eterno, aproxima-te! Vem rápido! Abre teus ouvidos: é minha voz que estás escutando! Considera minha oração um incenso suave, e minhas mãos levantadas são as orações da noite.

3-7Põe uma sentinela à minha boca, Deus, designa um vigia para a porta dos meus lábios. Não permitas que eu sonhe tanto com o mal ou que, sem perceber, me veja em má companhia. E essa gente que só faz coisa errada, não permitas que me seduzam com sua bajulação! Que o justo me esclareça, que o benigno me corrija, Mas não permitas que o pecado venha ungir minha cabeça. Oro para fugir do caminho dos perversos! Oh! Que os líderes deles sejam empurrados do penhasco! Que tu os faças enfrentar as consequências de seus pecados! Como rocha pulverizada por uma marreta, sejam seus ossos espalhados à entrada da sepultura!

8-10Mas eu, amado Senhor, só tenho olhos para ti. Corri o mais rápido que pude na tua direção: agora toma conta de mim! Protege-me dos esquemas malignos, dos subterfúgios demoníacos! Que os ímpios caiam de cara no chão, enquanto eu me livro sem nenhum arranhão.