Salmos

Capítulo: 27
UM SALMO DE DAVI

1Luz, espaço, vida — isso é o Eterno. Com ele ao meu lado, sou destemido: não tenho medo de nada nem de ninguém.

2As gangues me perseguem prontas para me comer vivo, Mas aqueles brigões tolos vão parar no chão.

3Quando cercado, fico calmo feito um bebê. Mesmo quando todo mal vier sobre mim, mantenho-me tranquilo.

4Peço ao Eterno uma coisa, apenas uma coisa: Que eu possa viver com ele em sua casa durante toda a minha vida. Ali, contemplarei sua beleza e estudarei aos seus pés.

5Esse é o único lugar calmo e seguro neste mundo turbulento, A fuga perfeita, para bem longe da agitação.

6O Eterno me põe muito acima de todos os que tentam me derrubar. Na sua casa, me apresento com hinos que fazem tremer o chão! Canto canções que falam de Deus; Componho músicas para o Eterno.

7-9Ouve, ó Eterno, estou chamando com toda a minha força: “Sê bondoso para comigo! Responde-me!”. Quando meu coração sussurra: “Busque Deus”, todo o meu ser responde: “Agora mesmo”. Por isso, não te escondas de mim!

9-10Tu sempre estiveste por perto para me ajudar: não vires as costas para mim agora. Não me deixes de fora, não me abandones: tu sempre mantiveste a porta aberta. Meu pai e minha mãe foram embora e me deixaram, mas o Eterno me acolheu.

11-12Diga-me qual estrada é a tua, ó Eterno; conduz-me por uma rua bem iluminada; mostra aos meus inimigos de que lado estás. Não me atires aos cães, aqueles hipócritas que estão querendo me pegar, contaminando o ar com suas ameaças.

13-14Tenho certeza, agora, de que verei a bondade de Deus na exuberância da terra. Contem com o Eterno. Animem-se! Não desistam! Repito: Tenham esperança no Eterno.