Salmos

Capítulo: 34
UM SALMO DE DAVI — QUANDO ELE ENGANOU ABIMELEQUE E FUGIU

1Eu engrandeço o Eterno sempre que tenho oportunidade; Encho meus pulmões para louvá-lo!

2Vivo e respiro o Eterno. Se as coisas não estão indo bem, ouçam isto e sejam felizes:

3Juntem-se a mim para espalhar as notícias; vamos sair pelo mundo.

4O Eterno me encontrou mais que necessitado e me libertou dos meus medos.

5Olhem para ele! Deem a ele seu sorriso mais caloroso. Nunca escondam seus sentimentos dele.

6Quando eu estava desesperado, gritei, e o Eterno me tirou de um aperto.

7O anjo do Eterno faz um círculo de proteção em volta de nós enquanto oramos.

8Abram a boca e experimentem, abram os olhos e vejam como o Eterno é bom. Abençoados são os que correm para ele.

9Adorem o Eterno, se quiserem o melhor: a adoração abre as portas para todas as suas bondades.

10Os leõezinhos à espreita ficam com fome, mas os que buscam o Eterno estão satisfeitos.

11Venham, filhos, ouçam atentamente! Darei a vocês uma lição sobre como adorar o Eterno.

12Quem lá fora tem desejo pela vida? Quem é que mal pode esperar cada dia para encontrar a beleza?

13Guarde sua língua da profanação, e que nenhuma mentira passe pela sua boca.

14Dê as costas para o pecado; faça o que é bom. Abrace a paz — não a deixe fugir!

15O Eterno está sempre de olho em seus amigos; seus ouvidos estão atentos a cada gemido ou suspiro.

16O Eterno não tolerará os rebeldes; ele os separará do grupo.

17Está alguém gritando por socorro? O Eterno está ouvindo, pronto para resgatá-lo.

18Se seu coração está ferido, você encontrará o Eterno bem ali. Se você levou um soco no estômago, ele o ajudará a recuperar o fôlego.

19Discípulos com frequência se metem em confusão, mas o Eterno, silencioso, está por perto todas as vezes.

20Ele é seu guarda-costas, protegendo cada osso: nem mesmo um dedo se quebra.

21Os ímpios cometem suicídio lentamente; desperdiçam a vida, odiando os bons.

22O Eterno paga pela liberdade de cada escravo; quem recorre a ele não perde sua causa.