Salmos

Capítulo: 36
UM SALMO DE DAVI

1-4O rebelde contra Deus tem seu radar na sedição — é todo ouvidos quando o assunto é pecar. Ele não tem consideração por Deus e se mostra insolente diante dele. Ele diz para si mesmo, até acreditar, Que seus crimes nunca serão descobertos. As palavras gotejam da sua boca como água suja da pia. Ele não consegue se lembrar da última vez em que fez algo decente. Toda vez que vai para a cama, inventa um plano contra alguém. Quando anda pelas ruas, ninguém está a salvo. Ele brinca com fogo e não liga para quem se queima.

5-6O amor de Deus é um meteoro; sua lealdade, um astro; Seu desígnio, um colosso; seus vereditos, um oceano. Mas, apesar da sua grandeza, nada se perde: Nenhum homem, nem mesmo um rato escorrega pelas fendas.

7-9Sabemos da excelência do teu amor, ó Deus! Nossa vontade é correr para debaixo das tuas asas, É participar do banquete que irás promover. Nesse dia, encherás nossas taças com a água da fonte do Éden. Tu és uma fonte de luz em cascata, e abres nossos olhos para essa luz.

10-12Continua amando teus amigos e faz tua obra nos corações receptivos. Mas não permitas que os homens violentos me maltratem nem que os de pouca moral me agridam. Quanto aos arrogantes, esfrega a cara deles na lama.