Salmos

Capítulo: 75
UM SALMO DE ASAFE

1Somos gratos a ti, ó Deus, somos gratos! Teu Nome é nossa palavra favorita; teus poderosos feitos são nosso único assunto.

2-4Tu dizes: “Estou convocando uma reunião; estou pronto para corrigir as coisas. Quando a terra fica confusa e ninguém sabe no que vai dar, Eu conserto a situação, ponho cada coisa em seu lugar outra vez. Digo aos arrogantes: ‘Basta!’; e aos violentos: ‘Não tão depressa!’”.

5-6Não levante o punho contra o Deus Altíssimo. Não erga a voz contra a Rocha eterna. Ele é o Único de leste a oeste; do deserto às montanhas, não há outro igual.

7-8Deus governa: ele põe este de joelhos e levanta aquele. O Eterno tem uma taça na mão: uma taça de vinho, cheia até a borda. É sua medida: quando ele a derrama, deixando-a escorrer, Os ímpios da terra bebem tudo, até a última gota!

9-10Conto a história do Eterno, cantando louvores ao Deus de Jacó. Os punhos dos ímpios estão sujos de sangue, Mas os braços dos justos são galhos verdes imponentes.