Salmos

Capítulo: 81
UM SALMO DE ASAFE

1-5Uma canção ao nosso forte Deus! Um grito ao Deus de Jacó! Hinos do coral, música da banda, doces sons do violão e da harpa, Trombetas, trombones e cornetas: é dia de festa, uma festa para Deus! Um dia determinado por Deus, solenemente ordenado pelo Deus de Jacó. Ele ordenou que José guardasse este dia para que jamais nos esqueçamos do que ele fez no Egito. Ouço o gentil sussurro dAquele, Que nunca achei que falaria comigo:

6-7“Tirei o mundo dos seus ombros, libertei você de uma vida de trabalho pesado. Você clamou na hora da dor, e eu o tirei de um lugar ruim. Eu respondi do lugar onde o trovão se esconde, provei você na fonte de Meribá.

8-10“Ouçam, queridos, entendam bem! Ó Israel, não faça pouco caso disto! Não tenham amizade com deuses estranhos, não adorem os deuses da última moda. Eu sou o Eterno, seu Deus, o verdadeiro Deus, que resgatou vocês da condenação no Egito. Depois, alimentei vocês com tudo que podiam comer, saciei a sua fome.

11-12“Mas meu povo não escutou, Israel não prestou atenção. Então, soltei as rédeas e disse a eles: ‘Corram! Façam do jeito de vocês!’.

13-16“Você me escutará agora? Está disposto a se orientar pelo meu mapa? Eu cuidaria logo dos seus inimigos, e me voltaria contra eles. Os que odeiam o Eterno vão se encolher como cães medrosos e nunca mais serão ouvidos. Vocês festejarão com meu pão, recém-tirado do forno, com bastante manteiga e mel puro”.